Blog‎ > ‎

HD FXST - Pneu de carro em moto: problemas

postado em 19 de ago de 2013 03:26 por Road Garage   [ 19 de ago de 2013 12:49 atualizado‎(s)‎ ]
No primeiro post sobre o assunto, coloquei algumas impressões a respeito da ciclística (ou seria dirigibilidade?) da moto com pneu de carro. Nesse eu coloco alguns problemas.

Chegando em São Paulo, fazendo um acesso a rodovia a 270º, senti a moto pesada. Não deu outra, primeiro pneu furado com 600km:

(Pneu furado em São Paulo - São Paulo - Brasil)

Reboque até o Dotz, sacamos a roda, levamos em um borracheiro. Resultado: Não havia furo na banda de rodagem, pois a câmara de ar rasgou bem na lateral.  Achei o fato estranho, e julguei erro de montagem do borracheiro (aquele que costumo xingar). Câmara de ar remendada, partimos de volta ao Rio de Janeiro. Sem problemas.

Um belo dia de rolé, descendo uma serra com curvas bem fechadas, a moto ficou pesada, começou a sair de traseira, parou de fazer curva, anunciando novamente o furo na câmara. Segundo pneu furado com 1.300km:

(Pneu furado em Conrado - Rio de Janeiro - Brasil)

Caiu a ficha: o pneu de carro estava "mordendo" a câmara, ao apoiar o ombro nas curvas. Merda. 

Mas há males que vem para o bem. Furar pneu em centros urbanos, perto de borracheiro, é mole para qualquer moto exceto Harley, que requer ferramentas em polegadas, e torx (sacar pinça de freio), o que poucos borracheiros tem. Imagine em um lugar no meio do nada, em uma viagem por lugares inóspitos? Tô fora, a brincadeira chamada "câmara" acabou aqui. Roda raiada é muito bonita, mas só isso. 

Quero confiabilidade, e uma roda de liga será muito bem vinda.

Comments