Trip Norway

Rolé de carro pelos Fiordes noruegueses e seus picos nevados, lagos congelados, túneis sob o mar, a famosa Atlantic Road e muito mais!

Roteiro (1.728km):


Mapa: 



Blog:

Bergen - Stavanger

postado em 26 de abr de 2013 04:35 por Road Garage   [ 29 de abr de 2013 03:43 atualizado‎(s)‎ ]

Último dia de viagem, sabendo que o percurso entre Bergen e Stavanger é curto, acordamos pelo meio da manhã. Ao olhar pela janela, neve:

(Bergen Hordaland - Norge)

Quebrou o planejamento de irmos aos museus. Apesar de serem bem próximos ao hotel, a garganta da garupa (que dessa vez é carona) estava em situação sofrível e não poderia passar perto da neve. Aqui o frio é coisa séria, em todo o tempo estávamos com segunda pele, roupas apropriadas, luvas, meias de lã, botas e jaquetas, dentro do carro, e mesmo assim acabou adoecendo. Temperatura variando entre -2º e 5º nos 5 dias de viagem.

Já tínhamos curtido bastante, sem problemas, então pegamos a E39 debaixo de uma chuva quase neve, pista molhada e "mierda blanca" (apelido carinhoso para neve) por todos os lados. Bastante cuidado com a pista escorregadia:

(E39Hordaland - Norway)

Mesmo caminho da ida, pegamos as duas barcas já narradas e dessa vez tiramos foto dentro do maior túnel da Noruega em comprimento que passa por debaixo do mar. Esse túnel tem quase 8km de extensão:

(Bømlafjordtunnelen - E39 - Hordaland - Norge)

Uma curiosidade, o túnel é tão longo e bem feito que a inflexão entre descida e subida não é percebida. Já estávamos subindo e achávamos que ainda estávamos descendo, uma ilusão de ótica, dá para perceber pela foto. 

Já chegando em Stavanger, entramos por Madla para ver as "three swords". Conta a lenda que uma batalha viking aconteceu nesse local no ano de 872, quando o rei uniu os três distritos da Noruega. Tem tempo...

(Madla - Stavanger - Rogaland - Noruega

Voltamos ao ponto inicial e fechamos nossa viagem pelos fiordes noruegueses com mais um pouco de neve. 

(Stavanger - Rogaland - Noruega)

Foram 1728km de belas paisagens. E a sensação de que a Noruega não é tão divulgada e reconhecida como destino turístico. Na nossa opinião, deveria ser. Tem história, tem vários museus, boas estradas, cenários, natureza, trilhas, boa comida, esportes de neve, enfim... Vale visitar!

Um dia eu volto.

(Fjords - Vestlandet - Norge)

Obrigado por acompanharem mais uma roadtrip.

Qualquer dúvida email para filipec@roadgarage.com

Kristiansund - Bergen

postado em 24 de abr de 2013 06:40 por Road Garage   [ 29 de abr de 2013 03:43 atualizado‎(s)‎ ]

Nosso objetivo de percorrer a Estrada do Atlântico foi cumprido no dia anterior. Tínhamos a opção de continuar ao norte para Trondheim, mas preferimos começar a descer:

(Rv70 - Kristiansund - Møre og Romsdal - Noruega)

O objetivo hoje era curtir Trollstigen, um dos destinos mais cobiçados em road trip pela Noruega. É uma subida de montanha escarpada, a estrada vai serpenteando no bom estilo cordilheira. Esse ponto fica na Rv63, e é imperdível. Fizemos algumas alterações de percurso, passamos por mais alguns fiordes, e quando chegamos na Rv63:

(Rv63 - Møre og Romsdal - Noruega)

Estrada fechada por conta da neve. Pelo que percebemos, a estrada e tão íngreme e curvas tão fechadas, que só fica aberta no verão. Nas outras estações há ocorrência de neve e fica impraticável realizar a subida. Uma pena, mas o lado bom: terei que voltar aqui no verão, e dessa vez de moto!

Continuamos o caminho de volta, sendo ele diferente, os atrativos continuam:

(Rv650 - Møre og Romsdal - Noruega)

Esse barco pesqueiro repleto de aves ao redor nos alimentou uma suspeita. Diz a lenda que o bacalhau ao ser pescado tem sua cabeça arrancada e jogada de volta ao mar. Por isso ninguém nunca viu uma cabeça de bacalhau, nem aqui na Noruega nos vimos. Essas aves ao redor do barco esperam a cabeça do bacalhau e mandam ver. Esse assunto acabou me dando fome, e como tinha comprado um "aperitivo" de bacalhau no mercado, aproveitei a fila da barca e fui experimentar o negócio. Quando abri a embalagem, um cheiro dos infernos empestiou o carro. O cheiro era ruim, e o gosto?

(Tørrfisk Snacks from hell)

Era apenas mastigável. 83% de proteína, 9,9% de água. Mas pense em algo fedido, tipo peixe podre. Só norueguês mesmo para comer esse bagulho.

Depois da barca Stranda - Liabygda, passamos em frente ao Geiranger:

(Geiranger - Møre og Romsdal - Reino da Noruega)

Esse fiorde tem o terceiro maior porto de navios de cruzeiro. Não é por acaso, ele figura na lista de patrimônio da humanidade da Unesco. Qualquer cruzeiro pelo litoral nórdico vai parar aqui, obrigatoriamente.

No decorrer da estrada conhecemos um Belga em sua Kombi:

(Rv60 - Sogn og Fjordane - Norway)

Como tem gente louca no mundo. O cara saiu da Bélgica em sua Kombi e foi até o ponto mais setentrional da Noruega, na fronteira com a Rússia. E foi dormindo dentro da Kombi! Nesse frio de congelar pensamento, -2º, imagine ao norte? Doido. Contando ele, em uma das curvas do fiorde a Kombi virou, e foi preciso 10 noruegueses para desvirar a kombi, único problema na viagem. Tens coragem?

Essa Rv60 passa por várias estações de esqui, pena já ter acabado a temporada:

(Rv60 - Sogn og Fjordane - Norge)

Acabamos saindo na E39, velha conhecida, agora no caminho contrário, descendo para Bergen:

(E39 - Sogn og Fjordane - Norge)

Sem muitas surpresas até Bergen, onde pretendemos visitar os diversos museus sobre a cultura Viking.


Ålesund - Kristiansund

postado em 18 de abr de 2013 07:42 por Road Garage   [ 29 de abr de 2013 03:44 atualizado‎(s)‎ ]

Não havíamos planejado parar nessa cidade, entretanto como gastamos o dia anterior todo rodando por estradas secundárias, acabamos ficando aqui. E foi uma grata surpresa a quantidade de atrativos turísticos que Ålesund possui. Tem um aquário bem estruturado (não percam a hora de alimentar os tubarões) alguns museus bem interessante, como o que fomos: museu de barcos Vikings, e que conta um pouco da história desta cultura. Além disso, para os mais dispostos, tem uma trilha para uma das montanhas que circunda a cidade. Onde consegui finalmente fotografar o corvo, que foi meu despertador durante toda a viagem:

(Fjellstua - Ålesund - Møre og Romsdal - Noruega )

Lá de cima conseguimos visão privilegiada da cidade:

(Ålesund - Møre og Romsdal - Noruega)

que tem uma arquitetura bem interessante. Pelo que entendi, a cidade pegou fogo e ficou completamente destruída algumas décadas atrás, e reconstruíram-na com auxilio de um grupo de arquitetos. Além disso, a cidade é feita para o mar, sendo chamada de capital do bacalhau. Não é exagero não, no mercado só tem frutos do mar dos mais variados, frescos e enlatados, prateleiras e mais prateleiras:

(Ålesund - Møre og Romsdal - Noruega)

Compras feitas, partimos para a estrada agora munidos de muitos alimentos desconhecidos. rs O clima não estava ajudando muito, pegamos uma nevasca no caminho, novidade para nós:

(E39 - Møre og Romsdal - Norge)

Depois limpou:

(E39 - Møre og Romsdal - Noruega)

voltou a fechar:

(E39 - Møre og Romsdal - Norway)

Começamos a torcer para o tempo firmar, pois o objetivo hoje era fazer a Atlanterhavsveien. Esse palavrão significa Estrada do Atlântico, que é uma rodovia espetacular que começa em Bud sem muitos atrativos:

(Rv664 - Bud - Møre og Romsdal - Norway)

Mas que depois se desprende do continente, e salta de ilha em ilha através de pontes e mais pontes que se retorcem sobre o mar:

(Rv64 - Atlanterhavsveien  - Møre og Romsdal - Norway)

E a mais famosa de todas, as ponte Storseisundet que faz uma curva inacreditável:

(Rv64 - Atlanterhavsveien  - Møre og Romsdal - Norway)

Essa estrada de poucos kms é muito importante para os noruegueses em termos de construção, tanto é que foi eleita a construção do século por aqui. Não preciso nem dizer que já foi eleita como melhor viagem em estrada do mundo. Awesome Road Trip! Em homenagem, mais uma foto, agora lá de cima:

(Rv64 - Atlanterhavsveien  - Møre og Romsdal - Norway)

O caras são feras em construção, essa é a verdade. Não falo pelas pontes, mas também pelos túneis. A Noruega tem o litoral mais acidentado do mundo, com fiordes e ilhas e muitos caminhos que eram feitos por ferries, hoje estão sendo substituídos por pontes e túneis sob o mar. Os túneis então são uma obra a parte, e o mais comprido do mundo (24,5km), assim como o mais baixo por debaixo do oceano (287 metros de profundidade), estão aqui! Nós passaremos por esse, aguardem a próxima postagem! E em falar em túneis, nessa estrada temos o Atlanterhavstunnelen:

(Rv64 - Atlanterhavstunnelen  - Møre og Romsdal - Noruega)

Bem feito, bem sinalizado, bem iluminado.

Mas como disse Milton Friedman: "nao existe almoço grátis". Aqui quem cobra é o Manuel, vejam a placa! rs

(Rv64 - Atlanterhavstunnelen  - Møre og Romsdal - Norge)

Pedágio de R$20,00 (58krones, 10dólares) para moto e R$30,00 (89krones, 15dólares) para carro, que facada! E eu reclamando das barcas, que aliás também custam caro, em torno de R$80 reais piloto + carro.

Ok, um pouco mais pobre mas feliz por ter passado por aqui, continuamos até Kristiansund, onde pernoitamos. Aqui também não tem hotel barato, mas também não tem hotel ruim:

(Kristiansund - Møre og Romsdal - Noruega )

Amanhã tem mais.

Lavik - Ålesund

postado em 17 de abr de 2013 10:48 por Road Garage   [ 29 de abr de 2013 03:44 atualizado‎(s)‎ ]

Assim que chegamos em Lavik, aquele por do sol por trás do fiorde coberto de neve e o azul marinho brilhante do mar do norte nos convidaram a dormir por ali mesmo. Tem um hotel bem legal a 200 metros da saída da barca, não pensamos duas vezes. Acordamos e o visual da janela era esse:

(Lavik - Sogn og Fjordane - Noruega)

Esse fiorde chamado de Sognefjorden talvez seja o que o mar mais avança continente adentro. Os folhetos de turismo indicavam inúmeras atividades nesse fiorde, infelizmente estávamos de passagem. Precisaríamos de 1 semana em Lavik para curtir tudo o que o fiorde poderia nos proporcionar.

O café da manhã foi algo a parte. Aqui kaviar = manteiga, salmão = presunto, pão e pates de todos os tipos. Tirei a barriga da miséria! Depois veio a parte difícil, carregar a moto de barriga cheia. Ops, calmai, estou de carro, é só jogar as malas no porta-malas e tchau. Que coxa eu me transformei... rs

Decidimos sair da E39 e contornar um pedaço do fiorde pegando a rodovia 607:

(Rv607 - Sogn og Fjordane - Noruega)

Apenas alguns km até a parte interna do continente, onde aparecem algumas curvas perigosas:

(Rv57 - Sogn og Fjordane - Norway)

Túneis arrepiantes:

(Rv57 - Sogn og Fjordane - Norge)

Lagos espelhados:

(Rv57 - Sogn og Fjordane - Norway)

Rios congelantes:

(Rv57 - Sogn og Fjordane - Norway)

Ou seja, nada como pegar uma estrada secundária. A Rv57 termina na nossa conhecida E39, um pouco antes de um lago congelado na base de grandes montanhas cobertas de neve:

(E39 - Sogn og Fjordane - Norway)

Um visual inacreditável! É claro que dessa vez tive que saltar do carro, pular o guard rail e verificar a consistência da superfície congelada:

(E39 - Jølstravatnet - Sogn og Fjordane - Norway)

Incrível! O rolé já tinha valido a pena. Continuamos extasiados pela E39, com tantos cenários em mente, e de repente, mais um deles:

(E39  - Sogn og Fjordane - Noruega)

Dessa vez o lago não estava congelado, e sim servindo como um grande espelho, refletindo a magnífica obra da natureza. Como pausa para assimilarmos todas essas informações, apareceu uma barca, entre Lote-Anda:

(E39- Anda-Lote - Sogn og Fjordane - Norge)

Depois, para variar um pouco, voltamos a uma estrada secundária, dessa vez a Rv61 já em um novo condado: Møre og Romsdal:

(Rv61 - Møre og Romsdal - Noruega)

Entre tantos lagos, fiordes, estradas secundárias, barcas... Acabamos escolhendo uma via que não dava em lugar algum, o jeito foi voltar alguns km, e pegar a barca para a E39. Nessa hora o mapa e o GPS foram indispensáveis:

(Rv652 - Møre og Romsdal - Noruega)

Cansados, seguimos até Ålesund, onde iremos pernoitar:

(Ålesund - Møre og Romsdal - Noruega)

Amanhã, falaremos dessa cidade. Até.


Stavanger - Lavik

postado em 15 de abr de 2013 13:58 por Road Garage   [ 29 de abr de 2013 03:44 atualizado‎(s)‎ ]

Aluguei um carro na Hertz, e começamos a subir. Puto da vida por estar sem moto, comecei a me dar argumentos positivos. O trânsito aqui é um pouco diferente do Brasil, as placas e avisos na língua viking e nada são a mesma coisa, o frio é de lascar (-2 a 4), e estou indo em direção ao norte, em um lugar que está bem longe do que considero minha casa e meu quintal e a cereja do bolo: estou com garupa! No decorrer da viagem eu tento me convencer que acabei caindo na melhor escolha, alias não é atoa que não há aluguel de moto por aqui. 

Peguei o carro de manha cedo, e partimos sentido norte, seguindo pela E39 em direção a Bergen:

(E39 - Rennesøy - Rogaland - Noruega)

A E39 é uma estrada que corta a Noruega de norte a sul, e a principal da região costeira. Apesar disso, mão dupla com uma faixa de rolamento, e velocidade de 70km/h na maior parte do tempo. Nas cidades a velocidade máxima diminui para 50km/h. Aliado a isso, as pessoas respeitam rigorosamente as indicações de velocidade, e ultrapassagens são raras. Viajar por aqui é um exercício de paciência, e como estamos visitando os lugares e contemplando os cenários, isso até ajuda.

Agora imagine barcas e mais barcas ligando um pedaço de continente a outro. Como o litoral da Noruega é completo de acidentes geográficos, as barcas fazem parte das estradas por aqui. Pegamos nossa primeira para atravessar o Boknafjorden (nome do Fiorde):

(Barca Mortavika-Arsvågen - Rogaland - Norge)

O Mar do Norte e sua água azul marinho cristalina:

(North Sea - Boknafjorden - Rogaland - Norge)

O visual compensou o atraso que a barca adiciona a viagem. Continuamos pela E39, e alguns km depois, mais uma barca, dessa vez ligando Halhjem à Sandvikväg. Essa demora pra burro, metade do tempo observando o Bjørnafjorden e a outra metade experimentando um prato típico Norueguês:

(Barca Fjord1 - Halhjem-Sandvikväg - Hordaland - Norway )

Não gosto de postar foto de comida, mas essa pra mim foi um caso a parte. Que porra é essa? Uma bola de sei-lá-o-que e dentro uma linguiça redonda de surpresa a lá kinder-ovo. rs Pior que a parada estava gostosa, comida apimentada e forte, bem no meu gosto.

Essas barcas tem uma infra bacana, aproveitávamos para ir ao banheiro, comer e beber água em cada uma delas, descontando um pouco do tempo perdido. Passamos por Bergen voados, quem sabe paramos na volta, e começamos a sair do nível do mar. O cenário começou a mudar, e a temperatura caiu bastante, a ponto de aparecerem blocos de gelo na beira da estrada:

(E39 - Rennesøy - Rogaland - Noruega)

O que para mim foi uma novidade a ponto de parar o carro e tirar uma foto. Mal sabia o que estava me esperando mais a frente. Alias, o carro é esse ai, um Skoda a Diesel, acelera que é uma beleza. Torque em baixa... Lembra minha Harley... Opa, esquece isso, bora continuar a subir. A altitude ia aumentando, e o frio ficou de lascar. Vocês não imaginam o frio, então eu vou postar uma foto do acostamento:

(Divisa Hordaland-Sogn og Fjordane - Noruega)

kkkkk Vocês já viram alguém esquiando na beira da estrada? Só na Noruega mesmo... Neve e gelo a mais de 1 metro de altura, uma temperatura insuportável do lado de fora:

(Divisa Hordaland-Sogn og Fjordane - Noruega)

Do lado de dentro do carro, temperatura a 20º. rs E o sol estava lá, iluminando esse cenário incrível:

(E39 - Divisa Hordaland-Sogn og Fjordane - Noruega)

Começamos a descer, e ai o perigo se revelou. A neve começa a derreter, e a água vai pra pista:

(E39 -Sogn og Fjordane - Noruega)

Problema nenhum com a água, o problema é ficar mais frio rapidamente a ponto de congelar essa água, formando o blackice. Isso mesmo, gelo negro, pensamos que era asfalto, na verdade é uma camada fina de gelo, ao passar por cima os pneus patinam que é uma beleza. Se tiver de moto, muitíssimo cuidado, derruba até os mais experientes.

Chegando ao nível do mar o cenário muda, e volta ao normal (por enquanto):

(E39 -Sogn og Fjordane - Noruega)

O frio diminuiu um pouco, e podemos pegar o final do dia sem sofrimento, até nossa última barca:

(E39 - Oppedal - Sogn og Fjordane - Norge)

Contemplando o por do sol na estrada-mar-fiorde:

(Barca Oppedal-Lavik - Sognefjorden - Norge)

O dia valeu! Vamos tirar um ronco aqui em Lavik, pois o dia seguinte nos espera.

Stavanger - Rogaland - Noruega

postado em 12 de abr de 2013 05:23 por Road Garage   [ 29 de abr de 2013 03:45 atualizado‎(s)‎ ]

Acordei cedo e dei um outro rolé a pé pela cidade, incrível como as coisas aqui são organizadas, os ônibus tem horário para passar no ponto, com um LCD interno mostrando um mapa dos próximos pontos de parada, e informações básicas, parece realmente um metro de superfície. Apesar de ser mais fácil entender mandarim a essa língua viking, não tem como se perder, tudo bem simples porém explicado. E claro, todos falam inglês...

No meio do caminho tinha um cemitério sem muros e bem simples, como me amarro em cemitérios, parei para visitar:

(Stavanger - Rogaland - Noruega)

Um dos mais harmoniosos e simples que visitei. O que chama atenção, é que Stavanger é a capital Norueguesa do petróleo, tem muito dinheiro circulando por essas bandas, e eu não vi nem um túmulo que não fosse apenas uma lápide de pedra com dizeres. Para quem já visitou o cemitério de Buenos Aires, e viu todas aquelas esculturas gigantescas e obras de arte, esse cemitério é um choque, a não ser que vc conheça o povo Norueguês. Os caras são descendentes dos Vikings, são hardcore, tudo aqui é feito na base da pedra e não tem essa de arte não. rs E o que aqui eles levam muito a sério: ninguém é melhor do que ninguém. Dá para perceber pelas lápides.

Enquanto estava no silencio fúnebre do cemitério, percebi que os carros passavam e o som do atrito entre o pneu e o asfalto era bem diferente do que estamos acostumados a escutar, aquilo me chamou atenção. Comecei a andar prestando atenção no asfalto, que aparentemente era normal. E o som continuava, entretanto diferente de carro para carro, ou seja, era algo nos pneus. Até que descobri:

(Pneus de inverno com travas de metal)

Com o céu azul e temperatura de 6graus, pensei: "que exagero essas travas, deve ser para o inverno rigoroso"

Enfim cheguei na loja:

(Dealer Harley Davidson - Stavanger - Rogaland - Norway)

E minha decepção ao saber que não conseguiria alugar nenhuma moto em Stavanger. Na Noruega consegue-se aluguel de moto apenas na capital, Oslo. Uma pena, meu rolé pela Noruega desmoronou.

Mas valeu ver a 72 pessoalmente, puta moto:

(Stavanger - Rogaland - Noruega)

E essa Iron bem customizada:

(Stavanger - Rogaland - Noruega)

Me rendeu algumas ideias para a recém adquirida sportster. Aliás, quem dera ela aqui comigo... Duas motos na garagem e eu querendo rodar!!

Ligando para a Hertz... Merda.

Mas de qualquer forma, vamos pegar uma estrada!


Chegando em Stavanger - Noruega

postado em 11 de abr de 2013 12:31 por Road Garage   [ 29 de abr de 2013 03:45 atualizado‎(s)‎ ]

Depois da escala em Frankfurt, cansado de ficar sentado no avião, tomei um vinho e dormi. Quando acordei, já estava sobrevoando o seguinte cenário:

(Egersund - Rogaland - Noruega)

Uma surpresa e tanto, para os acostumados com país tropical. Primeira vista dos Fiordes Noruegueses, de cara já apareceu um congelado, e topo da montanha coberto de neve. Como já estava no estado de Rogaland, não demorou muito e chegamos no destino, Stavanger, capital do estado que fica na borda de um dos diversos fiordes locais que se cruzam talvez na maior abertura do continente:

(Stavanger - Rogaland - Noruega)

Com várias reentrâncias, servem de Marina para a população, que adora um mar:

(Stavanger - Rogaland - Noruega)

Aproveitei o tempo livre e dei um rolé a pé pela cidade, que me pareceu muito bem organizada, limpa e belas paisagens:

(Stavanger - Rogaland - Noruega)

(Stavanger - Rogaland - Noruega)

Amanhã continua, vou na Harley tentar um transporte de duas rodas.

Escala em Frankfurt

postado em 8 de abr de 2013 06:48 por Road Garage   [ 29 de abr de 2013 03:46 atualizado‎(s)‎ ]

Voo internacional Rio->Stavanger com escala em Frankfurt, aproveitei o tempo entre os voos, peguei o metro (que fica anexo ao aeroporto) e fui a cidade dar uma volta. 

Em apenas 2 horas e uma volta de ônibus, percebe-se que o alemão gosta de máquinas:

(Suzuki Intruder 1800cc - Frankfurt - Alemanha)

(Dyna + Sportster + Boneville - Frankfurt - Alemanha)

(Kawazaki 1500cc - Frankfurt - Alemanha)

(Shadow 1500cc - Frankfurt - Alemanha)

Tem para todos os gostos, e motor não falta!


Sino Guardião longe do solo

postado em 21 de mar de 2013 15:05 por Road Garage   [ 6 de mai de 2014 08:35 atualizado‎(s)‎ ]

Stavanger está a 10.185km do Rio de Janeiro, nada muito longe, comparando os 10.171km da nossa última grande viagem. A diferença é o oceano Atlântico no meio do caminho. Como o estreito de Bering não é mais tão estreito assim, moto não é uma opção. Dentre as restantes, a pior escolha: voar.

Sino guardião longe do solo?

A lenda do sino guardião relata que ele tem o poder de aprisionar os maus espíritos que vagam pelas estradas e são responsáveis pelos problemas mecânicos e má sorte na viagem. Esses espíritos gostam de pegar caronas nas motos e causam o caos. O sino guardião te protege.

O sino deve ser doado por um amigo, e ser colocado na moto na posição mais próxima do solo. 

(Sino Guardião)

Dessa vez ele será usado de uma forma diferente, será retirado da moto e amarrado na minha mochila, irá comigo por todo o voo, por sorte, até aterrizar e continuar bem próximo do chão.

Agora é só curtir, até porque voar pode não ser tão ruim assim:

(Cristo Redentor - Rio de Janeiro - Brasil)

Nascer do sol no oceano Atlântico:

(Ponte aérea Rio - Frankfurt)



Rolé pela Noruega

postado em 19 de mar de 2013 12:18 por Road Garage   [ 29 de abr de 2013 03:47 atualizado‎(s)‎ ]

Recebi um convite irrecusável para resolver um assunto na Noruega, mais precisamente em Stavanger. Primeira atitude tomada foi procurar um dealer local e avaliar a possibilidade de alugar uma Harley.

Mandei o email para HD Stavanger <hd@bikerstreet.no>, e a resposta foi:

Hi Filipec,

I am sorry to tell you that there are no bike rental in this area at all !
The only one we know about is Harley-Davidson Oslo/ Lazy Boys as, located 600 km from here in Oslo city.

Vehichles and insurance are very expensive in Norway, therefore rental bikes are vary rare.

Best regards
Kenneth
GM

É meus amigos, pior que não existir aluguel de Harley na área, é não ter aluguel de qualquer moto! Vou tentar resolver o problema pessoalmente. Sorte.

Temos 5 dias para conhecer um pouco das estradas da Noruega. Partindo de Stavanger iremos seguir a E39, contornando os Fiordes e pegando algumas balsas. Na volta uma estrada um pouco mais por dentro do continente. O roteiro inicialmente traçado está no menu "Mapas".

Roteiro escolhido, verifiquei a temperatura média de Stavanger e Kristiansund (nosso ponto extremo ao norte), no mês de março:

Stavanger: Média mínima de 0º e máxima de 6º
Kristiansund: Média mínima de -3º e máxima de 3º

Sabendo que a sensação térmica quando estamos em deslocamento é uma temperatura ainda mais baixa, pesquisamos e verificamos que a 60km/h (velocidade média na Noruega):

0º apresenta uma sensação térmica de -8,8º
-3º apresenta uma sensação térmica de -13º

Essa temperatura requer uma proteção adicional, sendo assim:

(Segunda pele balaclava, luvas, calça e blusa)

Além disso, roupas impermeáveis não são uma opção, e sim obrigatórias! Molhado, a sensação térmica cai vertiginosamente.

To be continued...



1-10 of 10