Trip Italy‎ > ‎

Giorno 2: Genova - Firenze

postado em 8 de mai de 2014 07:17 por Road Garage   [ 9 de jun de 2014 10:59 atualizado‎(s)‎ ]
Como será que está o tempo? Vou olhar a previsão: Abri a janela e um céu azul magnífico! Então, bora pra estrada. Tomamos café, carregamos o alforge e partimos para pegar nosso primeiro bilhete do dia:

(Genova - Liguria - Italia)

Aqui na Itália o acesso a autoestrada funciona assim: aperta o botão vermelho, o bilhete sai, vc retira o bilhete, o sinal muda de vermelho para verde, a cancela abre e vc tem acesso a auto estrada. O bilhete deve ser guardado para ser pago no pedágio de saída para a cidade de destino.

Deixamos Gênova pra trás nos despedindo da primeira vista do mediterrâneo com céu azul:

(A12 - Genova - Liguria - Italia)

Mas não foi por muito tempo, pois resolvemos visitar a primeira das "Cinque Terre", que são cinco comunidades muito antigas localizadas nessa acidentada costa da Riviera Ligure, com terreno montanhoso junto ao mar. Da estrada vimos a charmosa cidade de Monterosso al Mare:

(Strada Provinciale - SP38 - Monterosso al Mare - Riviera Ligure - Italia)

Estacionamos a moto bem na entrada da cidade, que estava sem vagas para estacionamento por kms a partir dali. Vantagens de se andar de moto. E enfim, mar Mediterrâneo:

(Monterosso al Mare - Riviera Ligure - Italia)

Não é o que o Brasileiro espera de uma praia, mas a falta de areia tem o lado bom, e estilo próprio:

(Monterosso al Mare - Liguria - Italia)

Água bem limpa e de cor característica banha essa pequena e bela cidade milenar:

(Monterosso al Mare - Liguria - Italia)

Visita a praça, igreja e as diversas ruas estreitas do lugar. Vale a pena conhecer!

Tentamos ir para as outras quatro, mas infelizmente só de trêm que parte de Monterosso, ingresso e etc. Como estamos de moto e sem muito tempo, fica para uma próxima oportunidade. Continuamos sentindo sul, com o Mediterrâneo a direita e as colinas a esquerda, quando de repente nos aparece uns picos brancos:

(A12 - Carrara - Toscana - Itália)

Achei estranho o fato de ter picos nevados tão perto do mar, e a temperatura que estava. Comentei com a garupa que rapidamente me corrigiu. Eram as famosas montanhas de mármore de Carrara! Tão branco que parece neve! Daqui saiu o mármore de diversas esculturas famosas do Renascimento, e do Pantheon em Roma! Iremos visitar muitas delas. Até hoje o mármore é exportado para o mundo todo.

A partir desse ponto deixamos a Liguria e entramos na Toscana Italiana. O visual muda para pinheiros, plantações de Uva e Azeitona, e muitas colinas. E muros de cidades romanas:

(Lucca - Toscana - Itália)

Chegamos em Lucca, com sua quilométrica muralha ainda preservada. Essa cidade romana datada antes de cristo, com ruas apertadas e construções de portas gigantes, janelas com grades de ferro bruto, diversas torres com estilo próprio:

(Lucca - Toscana - Itália)

Um verdadeiro labirinto para os turistas:

(Lucca - Toscana - Itália)

Vale lembrar que somente motos e bicicletas podem transitar por essas ruas, que são feitas para pedestres. Estacionamos a motos começamos a andar por entre as grandes casas, uma colada na outra, e pouco tempo depois estávamos perdidos em alguma rua escura, onde nem a luz do sol consegue entrar direito. Sem direção ou sentido, o jeito foi subir na torre e ver a cidade de cima:

(Lucca - Toscana - Itália)

Lucca é sem dúvida uma das melhores cidades para se conhecer na Toscana Italiana. E a comida? Não costumo almoçar durante viagem, mas aqui não teve como. Comida maravilhosa! Melhor azeite que experimentei, parece que a azeitona acabou de ser colhida e prensada. E foi mesmo!

De barriga cheia, paramos para abastecer e... Não tinha frentista. Somente alguns postos tem, pois a maioria é de auto serviço. O cartão de crédito ou dinheiro vai na máquina, liberando a bomba desejada:

(Lucca - Toscana - Itália)

E o sonho realizado, eu mesmo abastecendo a máquina! Ok, não é a minha moto, mas como se fosse:

(Lucca - Toscana - Itália)

Partimos para Pisa, e metros depois de passar pelo portão lateral da muralha da cidade, eis que ela aparece:

(Pisa - Toscana - Itália)

Realmente ficamos surpresos de chegar de moto bem embaixo da famosa torre de Pisa, estacionando a poucos metros. Deixamos nossas jaquetas e capacete no gramado desse símbolo Italiano e fomos tirar nossas fotos. Quer dizer, tentar, pois estava infernizada por turistas por todos os lados. Um ponto turístico como esse é difícil estar vazio:

(Pisa - Toscana - Itália)

Pra quem queria ver o mármore de Carrara em ação, ai está um bom exemplo. Catedral de Pisa e a Torre Pendente. Para uma torre de mármore de 15mil toneladas, num terreno de estuário, até que ficou pouco torta. Na verdade ela estava mais torta, mas na década passada fizeram uma recuperação de 1,6º no ângulo de inclinação. A bicha tava torta a quase 1 milênio, será que ia cair?

Depois de um tempo gasto e já com uma certa raiva da quantidade de gente naquele lugar, uma volta rápida pela cidade. A cidade de Pisa não tem muito atrativo além disso, então nos conformamos com uma bela estrada indo para Florença:

(Strada Statale - SS12 - Pisa - Toscana - Itália)

Mais visual da Toscana até a cidade onde iremos pernoitar, Firenze! Aqui me dei conta que depois do pórtico, o que sobrou dos muros da cidade, começa a cidade histórica e é zona de acesso restrito:

(Florença - Toscana - Itália)

Entrei sem saber se podia ou não, mas com certeza minha placa foi anotada. Pedágio, multa ou o que? Será que tinha isso nas outras cidades? Vou averiguar.
Comments